Sempre ouvi essas mesmas justificativas conversando com diferentes CEOs de todo Brasil. Por ser coach, tive acesso profundo a todas as partes da empresa e também do psicológico das equipes e dos gestores. Esse conhecimento não poderia ficar só comigo. Muitos CEOs se frustram em seus dias por acharem que são os únicos passando por aquele momento de stress.

Três pesos sempre atuarão na vida de qualquer empresário: a solidão, a incerteza e a pressão. Independente da existência de sócios e conselheiros, o trabalho do presidente da empresa é um trabalho solitário, sem resposta certa demais e tudo que aquela única pessoa decide afeta a vida de dezenas de outras famílias. Natural que esses três pesos estejam sempre tão presentes.

Meu intuito com essa série de artigos é poder trazer um pouco dessa sensação de pertencimento para outros CEOs. Os nomes foram alterados para preservar a identidade das pessoas envolvidas e alguns acontecimentos foram minimamente modificados durante a descrição para dificultar a identificação do incidente.

Essas foram contadas dos meus clientes para mim e foram escritas em forma de carta para trazer de forma lúdica os fatos ocorridos.

Espero poder contribuir com sua evolução pessoal e profissional com as histórias que trarei por aqui em forma de artigo.

Querida Coach,

Onde está o limite entre pais e filhos?

Neste final de semana participei de uma mentoria e um dos palestrantes ressaltou a importância das pessoas dentro de uma equipe. Ele, como tantos outros, disseram que é melhor demorar o triplo do tempo para contratar uma pessoa do que contratar e depois ter o triplo de trabalho com ela. Ele me deu algumas dicas muito legais que eu queria te contar.

Uma das dicas que o palestrante deu foi: nunca contrate alguém que você não pode demitir.

A primeira coisa que pensei foi: Mas que coisa óbvia, não?! Nem tanto. O nosso primeiro ímpeto como pequeno empresário é contratar família ou indicação de funcionários, pessoas que muitas vezes o processo demissional se torna complicado. Eu, felizmente, sempre tomei muito cuidado no processo de contratação, mas esse princípio me despertou para outro fato.

Eu sempre sonhei em assumir o controle da empresa dos meus pais porque vejo potencial, mas ela é má administrada. O problema da empresa são meus próprios pais, que possuem uma gestão inspirada no caos. Depois de ter ouvido esse princípio, fui falar com eles com a intenção de verificar a possibilidade de eu assumir a empresa no próximo ano. Perguntei:

Eu: “Vocês estariam dispostos a serem demitidos caso seus resultados não sejam suficientes pra empresa?”

Pai: “Eu não posso ser demitido, sou sócio.”

Eu: “Sócio possui, mas não necessariamente gere”

Pai: “Se eu fosse demitido o que eu iria fazer da vida?” disse ele com uma voz triste e lastimosa. “Eu não posso sair, minha única opção é fazer isso funcionar”

E foi aí que eu entendi que eu não conseguiria ser CEO nessas condições. O CEO deve sempre pensar no que é melhor para a empresa e não o que é melhor para os funcionários. E se eu tivesse que demitir meu pai? Como eu o encararia na mesa de jantar? Com que forças eu o animaria para encontrar um novo emprego após ser demitido pela própria filha? Eu tenho leveza de espírito para compreender que mundo profissional e pessoal não se misturam, mas com a profundidade da crença que ele carrega em seu psicológico meu gesto seria um ato de tortura e abandono, renegando ao próprio pai a chance de evoluir. Por isso nessas condições, percebi que não seria possível assumir a presidência da empresa.

Certa vez minha mãe me disse que se um dia ela tivesse que diluir a sociedade com meu pai, o casamento dela terminaria junto. Esse é um nível de complexidade que eu não conseguia entender, mas quando me percebi nesse dilema, compreendi o peso de uma decisão como essa.

Você teria agido diferente de mim?

Grande abraço e obrigada por me escutar/ler.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Salvar e compartilhar carrinho
Seu carrinho de compras será salvo e você receberá um link. Você ou qualquer pessoa com o link pode usá-lo para recuperar seu carrinho a qualquer momento.
Voltar Salvar e compartilhar carrinho
Seu carrinho de compras será salvo com fotos e informações do produto e Totais do carrinho. Em seguida, envie para você mesmo ou para um amigo com um link para recuperá-lo a qualquer momento.
Seu e-mail do carrinho enviado com sucesso :)

Join Our Newsletter!
Sign up today for free and be the first to get notified on new tutorials and snippets.
Subscribe Now
Join Our Newsletter